História

São Sebastião foi um dos primeiros povoados portugueses na costa brasileira e é a mais antiga cidade do litoral norte de São Paulo. Isso se deve pois a Ilha de São Sebastião, que hoje abriga o município de Ilhabela, fornecia um excelente abrigo natural para os navios portugueses.

A ilha e o município ganharam esse nome pois foi em 20 de janeiro, dia de São Sebastião, que a expedição de Américo Vespúcio passou pela região, no ano de 1502. Até a invasão portuguesa, a região era habitada pelos índios Tupinambás ao norte e Tupiniquins ao sul, com a Serra de Boiçucanga dividindo as tribos.

Em 1636 o povoado foi desmembrado do município de Santos e elevado à vila, e em 1875 foi elevado à condição de cidade, mas a abolição da escravatura e a abertura de uma ferrovia ligando São Paulo à Santos fizeram a economia da cidade entrar em declínio, já que as fazendas perderam mão-de-obra e o porto de Santos ganhou importância.

A economia voltou a crescer com a instalação do terminal da Petrobrás na década de 1960 e, no fim dos anos 1970, com a abertura da Rio-Santos, São Sebastião passou a ser cada vez mais procurada para o turismo.

Atualmente a população estimada é de 84 mil pessoas (IBGE 2016), mas na alta temporada o município recebe centenas de milhares de turistas em seu litoral com mais de 100 km de extensão.